Inquérito Europeu sobre a Qualidade de Vida 2016

O Inquérito Europeu sobre a Qualidade de Vida da Eurofound proporciona uma perspetiva ímpar sobre a qualidade de vida dos europeus atualmente.

Os resultados gerais do quarto Inquérito Europeu sobre a Qualidade de Vida da Eurofound realizado em 2016 revelam um progresso geral nos três domínios principais de análise: qualidade de vida, qualidade da sociedade e qualidade dos serviços públicos – embora não em todos os países e não para todos os grupos sociais.

 ·      Qualidade de vida

Este tópico cobre essencialmente bem-estar subjetivo, saúde e aspetos de qualidade de vida individual, tais como condições de vida, habitação e privação material, mas também equilíbrio entre vida pessoal e profissional e responsabilidades de prestação de cuidados. Progresso geral na qualidade de vida com algumas dimensões a recuperarem os níveis anteriores à crise.

Principais conclusões:

  • Os níveis de otimismo estão em alta
  • A satisfação com os níveis de vida aumentou
  • Os níveis de satisfação e de felicidade mantêm-se estáveis
  • A satisfação com o nível de vida convergiu nos Estados-Membros
  • As dificuldades materiais diminuíram (mais pessoas conseguem que o dinheiro lhes chegue até ao fim do mês), mas mais de 50 % da população em 11 países ainda indica dificuldades em conseguir que o dinheiro lhes chegue até ao fim do mês
  • A qualidade da saúde indicada pelas próprias pessoas melhorou em termos gerais
  • O equilíbrio entre vida pessoal e profissional deteriorou-se em certos aspetos
  • Preocupações graves sobre rendimento insuficiente na velhice em dois terços de países
·      Qualidade da sociedade

Este tópico inclui insegurança social, perceções de tensões sociais, exclusão social, confiança nas pessoas e nas instituições, participação e envolvimento da comunidade. Melhoria geral nos indicadores de qualidade da sociedade.

Principais conclusões:

  • A confiança nas instituições nacionais aumentou
  • O envolvimento e a participação nas organizações sociais estão a aumentar
  • A confiança nas pessoas entre os 18 e os 24 anos aumentou
  • Os sentimentos de exclusão social diminuíram
  • As perceções de tensões entre pobres/ricos, administração/trabalhadores, idosos/jovens, homens/mulheres diminuíram
  • Mas a perceção de tensões subiu ligeiramente entre grupos religiosos e étnicos e, em menor grau, com base na orientação sexual.
·      Qualidade dos serviços públicos

Este tópico inclui cuidados de saúde, cuidados de longa duração, acolhimento de crianças e escolas, bem como serviços de proximidade. Todos os serviços inquiridos são entendidos como sendo serviços destinados ao público, independentemente de se são prestados pelo setor público, privado ou não lucrativo. Melhoria geral nas classificações da qualidade dos serviços públicos.

Principais conclusões:

  • Os níveis de satisfação com vários serviços públicos importantes, tais como os cuidados de saúde e o transporte público, aumentaram.
  • O acolhimento de crianças melhorou em vários países onde anteriormente as classificações eram baixas
  • O acesso a unidades de reciclagem é um novo problema em vários países
  • O acesso bancário em zonas rurais é um problema em alguns países.
  • A qualidade dos serviços públicos continua a registar grandes variações nos Estados-Membros

Pode obter aqui o Inquérito Europeu sobre a Qualidade de Vida.